Blog do Paullo Di Castro


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O natal de Jesus

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." Isaías 9:6.


Essa palavra do profeta Isaías, muitos anos antes de Jesus de fato nascer, ilustra o real significado e importância do nascimento de Jesus. Os evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas relatam com riqueza de detalhes a vinda do filho de Deus, que estava determinada desde a fundação do mundo, e iria dividir o calendário, ramificar as crenças e mudar a vida de milhares através da fé.

É preocupante que essa história fantástica, que nada mais é que a maior prova de amor do mundo (João 15:13), seja tão negligenciada na nossa sociedade. O consumismo, aquecido por uma cultura de confraternizações, que movimentam o comércio mais que em qualquer outra época do ano, o simbolismo na figura de papai Noel, árvores de natal, dentre outras, resultam em uma febre que enaltece a festança, regada a muita comida, bebida e presentes.

Tudo isso é divertido, alegra os corações, aproximam as pessoas, mas nada disso é mais importante que o que de fato é a razão dessa data. Não foi no dia 25 de dezembro, mas vale o registro pra nos lembrar de quem tanto nos amou, e nosso Deus que se fez homem e entre nós habitou (João 1:14), veio da maneira mais humilde possível, sem o reino e o luxo que lhe eram de direito, para deixar o legado da conduta, e dos frutos do espírito (Gálatas 5:22).

Nessa data, vale estar junto de quem se ama, mas principalmente, aproximar-se Daquele que mais nos amou. Um amor sem interesses, de entrega total, e provado na figura de Jesus Cristo, o Filho de Deus, que nos dá acesso livre ao Pai e nos entrega a alcunha de pequenos cristos (cristãos) e dá-lhe o lugar principal em 25 de dezembro, assim como em todos os dias (Efésios 2:13).

Um feliz natal pra todos, e acima de tudo, que Jesus seja o centro das suas comemorações!

Um comentário:

  1. Toda honra e glória a Ele!
    Feliz natal!
    Marcos Antônio.

    ResponderExcluir